quinta-feira, 19 de abril de 2012

Saudade, amigo!

Hoje bateu uma saudade de conversar com você!

O mais engraçado disso, é que eu te vejo sempre e sempre estamos a conversar. Mas sabe aquelas conversas que tínhamos? Sim, aquelas é que estão a me fazer uma falta danada.

Risos sem fim. Como eu me divertia com você... Sempre disposto a me arrancar uma gargalhada, com piadas bobas e cantadas medíocres. E como eu ria... ria até doer a barriga.

Debates acalorados. Temos muita, mas muita afinidade mesmo. Mas quando começávamos a conversar e expor opiniões, Deus nos acuda... e isso era tão bom. Descobríamos um no outro uma facilidade enorme em... DEBATER! rsrs Um sempre querendo provar ao outro quem era o certo da história.

Assuntos intermináveis. Tudo era motivo pra mudar de assunto. O mais mínimo dos detalhes já mudava todo o rumo da conversa. E sempre, SEMPRE esquecíamos o que estávamos a tagarelar anteriormente. Ai, como eu me divertia com você.

Mas isso acabou esfriando, né? As rotinas que não coincidem, e 'algunas cositas más', que não vale a pena lembrar agora, pois já fazem parte de um passado que, infelizmente, deve ser esquecido... ou, pelo menos, deve ficar guardadinho lá na estantezinha da memória, como um livro que foi lido - uma leitura ótima, por sinal -, mas que não será lido novamente. Ficará lá, somente para que você o veja e já lembre da ótima 'viagem' que teve com ele.


Enfim, é isso. Dá uma saudade grande dessa época. Onde tudo era motivo de piada, de riso solto e nada era interpretado de forma errada. Voltaremos a ser assim? Sinceramente, eu não sei. Mas sim, gostaria muito que toda essa cumplicidade e bom humor voltassem. Ter um amigo assim me fez tão bem que, acredite ou não, mudei bastante alguns pensamentos e atitudes. Hoje sou mais espontânea e tenho menos medo de confrontar alguém em alguma argumentação. Sim, você fez parte dessa mudança, caro amigo.

Tenho um carinho enorme por você e você sabe. Aliás, o valor que dou aos meus amigos é algo que me dá muito orgulho. Me deixo levar pelas amizade e em momento nenhum me arrependo disso. Posso até me dar mal, mas prefiro 'pecar' pelo exagero do que pela falta.

Saudade de você, amigo. Saudade de você aqui no meu portão, falando besteiras até o finalzinho da noite, me fazendo gargalhar alto na rua. Saudades de argumentar e argumentar com você, até ficar sem argumentos. Saudades de um tempo atrás (aliás, pouco tempo), onde tudo era puro e a amizade era intensa. Saudades...


Fiz esse texto hoje, na faculdade. Saiu tão rapidinho da cachola que eu até me assustei... rsrsrs. Mas está ai, um texto singelo, a um querido amigo. Espero que seja uma boa leitura e que te leve a lembrar daqueles que você também sente essa falta danada. Manda esse texto para eles, eles vão adorar! ♥

A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro.
Platão

4 comentários:

  1. Eu simplesmente amei esse texto... cada trecho me lembrou de 1 pessoa em especial!!!
    Amiga, obrigada por me fazer chorar viu? hahaha

    Te amo s2

    ResponderExcluir
  2. Lindo d+ ami

    Bjs Tati

    ResponderExcluir
  3. "... assuntos intermináveis!"


    *-*

    Beijos

    ResponderExcluir